1. Cuidados

  • Para evitar a oxidação dos polos, as baterias devem ser estocadas em local isento de umidade e não expostas às mudanças climáticas.

  • As primeiras baterias recebidas devem ser as primeiras a serem vendidas, pois perdem carga após um Período prolongado sem uso.

  • Quando for dar partida no veículo, evite exceder 7 segundos a cada vez.

  • Ao instalar um equipamento elétrico não original, evite instaladores não credenciados.

  • Para garantir a integridade do sistema elétrico, faça regularmente manutenções.

  • Nunca feche curto-circuito entre os pólos da bateria, pois esse procedimento é extremamente prejudicial à mesma. Se efetuado no veículo pode comprometer sua integridade do sistema eletrônico.


2. Montagem

  • Desconecte o cabo negativo.

  • Não bata as baterias e evite incliná-las mais que 45°.

  • Remova a corrosão dos terminais, bandejas, retentores e suportes antes de instalar novas baterias.

  • Instale a bateria nivelada e aperte as conexões, sempre o cabo negativo por último.


3. Diagnóstico

  • Verifique se a bateria tem marcas de: impacto na caixa ou tampa e fixação inadequada ao suporte do veículo.

  • Certifique se a bateria tem característica de exposição à sobrecarga como: nível de eletrólito baixo, caixa estufada, etiquetas escurecidas ou com bolhas ou redução significativa no peso da bateria.

  • Problemas com: partidas diticultosas, luzes fracas, reguladore de voltagem ou correias frouxas são indicadores de que a bateria pode apresentar defeito.

  • Submeta a bateria ao equipamento de teste recomendado pela AcDelco (outras informações procure o seu representante de vendas).


4. Procedimento de Recarga

  • As Baterias AcDelco aceitam muito bem a carga rápida, porém o sistema ideal de recarga deve ser lento, com até 2/10 da capacidade nominal da bateria. Assim, a bateria não se aquecerá e a emanação de gases será menor.

  • Não recarregue a bateria se o indicador de teste (charge eye) estiver amarelo ou claro. Essa bateria provavelmente sofreu sobrecarga ou superaquecimento e deverá ser substituída (verifique o sistema de carga do veículo).

  • Durante a recarga observe os respiros quanto à ocorrência de emanação de gases ou vazamento de eletrólito. Observe também o aumento da temperatura (não deve ultrapassar 52°C). Caso qualquer uma dessas condições seja observada, reduza a corrente utilizada ou interrompa temporariamente o processo para a estabilização da temperatura. Se os fatores persistirem substitua a bateria, pois pode haver curto-circuito interno ocasionando superaquecimento.

  • Não permita que a tensão durante a carga ultrapasse16V.

  • Em intervalos regulares (1 hora ou menos) movimente ou incline a bateria para homogeneizar o eletrólito.

  • Recarregue a bateria à temperatura ambiente.

  • Certifique-se de que os pólos, terminais, cabos e conexões estejam em boas condições, assegurando-se do bom contato elétrico das ligações.

  • O tempo de recarga varia dependendo do tempo de uso, condições e estada de carga da bateria. Acompanhe o processo de recarga atentamente.

  • Baterias abaixo de 11V levam algum tempo para reagir e mostrar que estão aceitando carga.

  • Quando o indicador de teste tornar-se verde e permanecer assim, a bateria estará pronta para ser testada.


natureza1CONSUMIDOR, Você também é responsável conforme resolução 257/99 do CONAMA:

  • Todo consumidor/usuário final é obrigado a devolver sua bateria usada a um ponto de venda. Não descarte no lixo.

  • Os pontos de venda são obrigados a aceitar a devolução de sua bateria usada, bem como armazená-la em local adequado e devolvê-la ao fabricante para reciclagem.


Cuidados no manuseio da bateria

GASES
Proteja os olhos. Gases explosivos. Podem causar cegueira.

CHAMA
Perigo de combustão. Não aproxime cigarros acesos ou qualquer tipo de fogo

CORROSÃO
Evite contato com o ácido. Conserve rolhas apertadas e suspiros desobstruídos. Solução altamente corrosiva. Pode causar queimaduras.

CUIDADOS
No caso de contato com a pele, lave imediatamente em água corrente. Se ingerido ou aspirado, beba muito líquido e procure socorro imediato.


Riscos do contato com a solução ácida e com o chumbo

A solução ácida e o chumbo contidos na bateria se descartados na natureza de forma incorreta poderão contaminar o solo, o subsolo e a s águas. O consumo de águas contaminadas pode causar hipertensão arterial, anemia, desânimo, fraqueza, dores nas pernas e sonolência.

O contato da solução ácida com os olhos causa conjuntivite química e com a pele dermatite de contato. No caso de contato acidental com os olhos ou com a pele, lavar imediatamente com água corrente e procurar orientação médica.

O manuseio e/ou disposição inadequada de baterias veiculares usadas, degrada o meio ambiente e pode ser prejudicial à sua saúde.

 Associação Brasileira de Indústria Elétrica e Eletrônica Informações adicionais consulte o site www.abinee.org.br